Que ramos do direito existem?

A menos que já sejamos estudantes de direito , é provável que não seja tão claro que essa disciplina, definida de acordo com alguns profissionais como “o sistema de regras baseado em princípios éticos e sujeito a sanções coercitivas, que regulam a organização da sociedade e dos relacionamentos dos indivíduos e grupos que vivem nele para augurar em massa o consentimento harmonioso dos fins individuais e coletivos, na verdade possui vários ramos.

Quais são, então, os ramos da lei ?

A primeira grande divisão que existe é separar direito público de direito privado

O Direito público regula as atividades do Estado e dos órgãos públicos com indivíduos, ou seja, quando as partes envolvidas no conflito não estão em posição de igualdade. 

O Direito privado, por outro lado, regula as relações entre os indivíduos e, neste caso, há mais flexibilidade dentro da lei para definir a relação: nem sempre é desigual. Vamos ver as subdivisões do direito público e privado.

Direito público

  • Direito administrativo : são as normas que regulam os problemas que podem surgir entre administrações públicas e indivíduos, ou seja, entre o Estado em suas diversas formas e cidadãos.
  • Direito constitucional : o conjunto de regras que deriva do estabelecido pela Constituição e os casos em que atua contra essas leis constitucionais são regidos por esse direito.
  • Direito internacional público : rege as relações entre estados e entre organizações internacionais. Como se baseia em valores compartilhados de manutenção da paz e cooperação, é um ramo que alguns consideram incompleto, pois depende da ordem jurídica de cada um dos Estados para existir.
  • Direito penal : é o conjunto de regras que estabelece as sanções previstas para os indivíduos que cometem um crime. Os crimes são claramente definidos e isso significa que, para que uma conduta seja considerada um crime, ela deve corresponder à descrição estabelecida pela norma.
  • Direito tributário ou tributário : é o ramo dedicado à criação, cobrança e liquidação de impostos em nome do Estado. Regulamenta o tesouro público.
  • Direito do trabalho : é aquele que regula as relações entre trabalhadores e empregadores ao estabelecer seus direitos e obrigações. É um ramo do direito público (acordos coletivos, direito de greve) com o pé também no privado (contrato de trabalho, salários, férias). É um ramo muito amplo, pois também inclui aspectos do direito constitucional.

Direito privado

  • Direito comercial : tradicionalmente, são as normas que regulam a atividade dos comerciantes, os atos de comércio e as relações jurídicas derivadas. Embora faça parte do direito privado e atue como direito do empregador, a internacionalização do comércio faz com que seja cada vez mais considerado “direito do mercado”, ou seja, parte do direito público.
  • Direito internacional privado : são as normas que estabelecem as relações jurídicas entre indivíduos sujeitos às normas de vários Estados. Seu objetivo é indicar qual lei e qual autoridade é competente para regular e atualizar um relacionamento específico, quando houver conflito entre leis de diferentes países sobre o mesmo assunto.
  • Direito civil :  direito privado geral que regula basicamente: a pessoa e seus direitos civis: o mais básico, de que todo indivíduo desfruta por existir. patrimônio: todos os ativos e obrigações de uma pessoa.relações familiares: regula os relacionamentos entre indivíduos que decidem iniciar uma família e as obrigações derivadas com relação a outros indivíduos (geralmente crianças) e herança.a transmissão por morte de propriedade e direitos: ou seja, o direito de sucessão.

É importante lembrar que esses ramos fazem parte do “direito objetivo” (conjuntos de regras que regulam) e que também existe o significado de “direito subjetivo” para se referir aos poderes e prerrogativas que um indivíduo possui (direitos humanos, por exemplo).

Leave a Reply