TOP 20: Os melhores jogadores de futebol do Brasil

Uma das nações que mais tem dado alegria ao futebol é o Brasil. O país sul-americano é uma potência neste esporte e é o país que mais conquistou campeonatos mundiais em sua história com 5 Copas do Mundo.

Nenhuma dessas conquistas poderia ter sido alcançada sem que grandes jogadores nascessem em solo brasileiro. É por isso que revelamos a você os 20 melhores jogadores que a potência do futebol produziu na história…Brasil.

 

Confira a baixo, os maiores jogadores Brasileiros da História.

melhores-atacantes-br

Careca

O atacante dos anos 80 e 90 representou a seleção brasileira e fez parte daquele elenco mítico de Nápoles na Itália ao lado de Diego Maradona. Seu apelido nasceu de um famoso palhaço brasileiro dos anos 60 chamado Carequinha. Antonio de Oliveira Filho passou por Guarani, São Paulo e Kashiwa Reysol entre outro

cafú

Todo mundo sonha com uma foto como Cafu beijando a Copa do Mundo, embora poucos privilegiados possam tê-la. Marcos Evangelista de Moraes mas conhecido como Cafú fez parte da época de ouro do Brasil em que conquistou 5 títulos. Destas, destacam-se as duas copas do mundo (1994 e 2002).

Heleno de Freitas

O ídolo do Botafogo dos anos 1940 foi um dos primeiros jogadores a odiar seu trabalho. É lógico, nem todo mundo gosta do seu dia a dia, e apesar de ser futebol, Heleno detestava. Certamente por isso, sua personalidade e provocações e atos inesperados aconteciam diariamente em alguém que nunca disputou uma Copa do Mundo por ser contemporâneo da Segunda Guerra Mundial.

Rock Júnior

Foi campeão mundial na Coréia Japão 2002 e participou de 48 jogos com a seleção brasileira. Sua atuação com a camisa amarela foi muito marcante, assim como sua passagem pelo Palmeiras, Bayer Leverkusen, entre outros times. Depois de deixar o futebol em 2008, ele decidiu voltar em 2010.

dunga

O amor que o povo brasileiro tem por Dunga foi ofuscado por seu fraco desempenho como técnico do Scratch . O que não pode ser negado foi seu desempenho ao vestir os shorts. Ele levantou a Copa do Mundo de 1994 e duas Copas Américas (1989 e 1997).

Adriano

Para muitos brasileiros e outros amantes do futebol, Adriano poderia ter sido o sucessor direto de Ronaldo Nazario e, de fato, mostrou credenciais para isso. Adriano Leite era uma fera pontuadora com um poder de pontuação incrível. Se não tivesse continuado com as festas e outros vícios, sem dúvida teria sido ainda mais relevante do que foi.

Ronaldinho

A magia do futebol nos últimos anos foi colocada por Ronaldinho. O meio-campista que é mais lembrado por sua atuação no Barcelona é um dos mais habilidosos que o esporte deu. Foi campeão mundial na Coréia Japão 2002, mas mais valioso do que isso, despertou a alegria dos espectadores quando jogou.

Pelé

Sem dúvida, o jogador mais importante que a nação brasileira produziu é Pelé. O Rei é tricampeão mundial e bicampeão mundial pelo Santos. Apesar de muitos brincarem com o número de seus gols marcados, foram 1282 gols marcados por essa fera da área. Para muitos, ele não é apenas o melhor jogador de futebol brasileiro, mas também o melhor de toda a história.

Mané Garrincha

Sua participação foi decisiva na Copa do Mundo de 1962, no Chile, quando Pelé se machucou e teve que assumir o comando da equipe. Ele também havia conquistado o título na Suécia 1958. Ele era um ídolo do Botafogo, onde conquistou dois campeonatos brasileiros e três cariocas. Sua vida tem muito mais a contar do que seu tempo no futebol.

Bebeto

Embora fosse um atacante, Bebeto não era um ponto de referência, mas aquele que se jogava atrás do atacante da rede para gerar jogadas além da incrível capacidade de gol que tinha. Sua habilidade era tal que ele podia chutar com as duas pernas, fato que desconcertou vários goleiros.

Ronaldo

Ronaldo já será mais conhecido pelos leitores mais jovens. Não é Cristiano, mas Nazario, o primeiro dos Ronaldos que se destacou no futebol. Ele era uma fera da área e por isso chegou a jogar por Barcelona, ​​​​Milan, Real Madrid e Inter entre outros. Ele foi três vezes o melhor jogador do mundo e campeão mundial em 1994 e 2002.

Daniel Alves

Talvez muitos fiquem impressionados com o fato de Dani Alves aparecer nesta lista quando sua carreira ainda não acabou e ele está passando por um de seus melhores momentos. O ex-Barcelona e Juventus desfruta de um poder e implantação que fez sofrer os defensores rivais que devem marcá-lo apesar de ser seu par.

Gilmar

Em um futebol associado à ofensiva como é o brasileiro, os goleiros raramente se destacaram ao longo da história. Mas se tem um que se destaca é o Gilmar. Ganhou duas Copas do Mundo consecutivas e na década de 1960, enquanto brilhava no Santos, foi considerado o melhor goleiro do mundo.

Rivaldo

Se um jogador de futebol brasileiro veste a camisa dez de sua seleção, definitivamente algo diferente pode ser esperado dele. Esse era o Rivaldo. Ele foi considerado um dos melhores jogadores de futebol do mundo no final dos anos 1990 e início dos anos 2000. A Copa do Mundo Coréia-Japão de 2002 marcou seu desempenho em chamas.

Kaká

Ricardo Kaká soube representar perfeitamente o Jogo Bonito que o Brasil exibe. O meio-campista foi campeão mundial com o Verdeamarela na Coréia Japão 2002 e por sua vez conquistou duas copas da confederação em 2005 e 2009. Juntou-se à velha ninhada de Ronaldo, Cafú e outros com a de Neymar e David Luiz.

Zico

Dos poucos louros que faltava a Zico foi ter levantado uma copa do mundo. Sua atuação no Flamengo foi fundamental para que ocupasse esse lugar e um no coração dos torcedores daquele time. Três Brasileiros e sete Campeonatos Cariocas foram suas honras. Ele foi chamado de Pelé Branco .

Neymar

Uma das últimas grandes aparições do futebol brasileiro é Neymar Junior. Sua grande atuação no Santos chamou a atenção de grandes times europeus que aos 21 anos lutaram por ele. Depois de triunfar em Barcelona, ​​conquistou o único título que lhe faltava na seleção, a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016.

Roberto Carlos

Laterais foram uma marca registrada da seleção brasileira ao longo da história. Estes tinham o apelidodefesa, mas foram mais importantes no ataque. Roberto Carlos ampliou o campo (termo de futebol) como nenhum outro e fez alguns cruzamentos maravilhosos. Além disso, ele colecionou grandes gols de falta.

Sócrates

A qualidade técnica do Professor era superlativa. Seu apelido se deveu ao fato de que sua importância no campo de jogo era a mesma fora dele. Tinha uma inteligência que lhe permitiu destacar-se no futebol e também na licenciatura em Medicina, que terminou. Sua altura de 1,92 metros não foi um impedimento para sua proeza única.

Clodoaldo

Sua posição em campo era de meio-campista e a mais relevante de suas características era que sua função no ataque e na recuperação eram igualmente eficientes. O que hoje chamaríamos de polifuncional , Clodoaldo conseguiu ser campeão mundial em 1970 e ser ídolo no Santos.

Vavá

Vavá foi bicampeão mundial com o Brasil por ter conquistado os títulos em 1958 e 1962. Foi contemporâneo de Pelé e se destacou em nível de clube com o Vasco da Gama. Ele nem sempre foi um atacante desde que começou como meio-campista na esquerda. As características que se destacaram nele foram sua força física, sua técnica e sua coragem com a bola.

Gilberto Silva

Ele era senhor e mestre do meio-campo brasileiro no final do século 20. Seu jeito de jogar tinha quase todas as características que um meio-campista central poderia ter. Recuperou a bola, teve um bom passe e conseguiu ocupar toda a largura do campo. Talvez a única coisa que faltasse para ser perfeito seria mais chegada ao gol oposto e um gol.

Zizinho

Para muitos, Zizinho será um desconhecido, mas é considerado por muitas organizações como um dos melhores futebolistas sul-americanos que surgiram. Ele era meio-campista e sua participação mais importante na seleção foi na Copa do Mundo de 1950, onde o Brasil foi vice-campeão.

Taffarel

Claudio Taffarel é, junto com Gilmar, os dois goleiros mais reconhecidos que defenderam o gol brasileiro. Foi titular na Copa do Mundo obtida nos Estados Unidos 1994 e se destacou na França 1998 apesar dos três gols sofridos na final. A nível de clubes, foi eleito o melhor jogador da UEFA em 2000.

Júnior

Os títulos com o Flamengo que foram quatro Brasileiros, uma Copa Libertadores e uma Copa Intercontinental levantaram Júnior como um dos mais destacados. Leovegildo Lins da Gama Júnior não conseguiu levantar a Copa do Mundo de 1982 apesar de se destacar já que o Brasil foi eliminado na segunda fase no grupo de Itália e Argentina.

Djalminha

Djalminha era um daqueles jogadores que são rebeldes em campo e que podem resolver um jogo para você. Essa mesma personalidade o deixou em conflito fora da grama verde. O médio já tinha uma ligação com a seleção nacional desde que o seu pai Djalma Días tinha sido defesa-central.

Branco

Este fantástico atacante é lembrado por ter bebido do tambor de água da seleção argentina na Copa do Mundo de 90 na Itália e na qual ainda se suspeita que tenha sido adulterado. Além disso, esteve fixo no Brasil das décadas de 80 a 90, onde disputou as Copas do Mundo no México, Estados Unidos e na já mencionada Itália.

Leonardo

Leonardo obteve os títulos que qualquer jogador de futebol almeja. Fez Copa do Mundo, Intercontinental e até Copa América. Naquela Copa do Mundo que venceu, que foi a dos Estados Unidos 1994, o meio-campista não teve uma atuação marcante já que nas oitavas de final foi expulso por uma cotovelada e foi afastado da competição.

Didi

Waldir Pereira foi o primeiro jogador a marcar no lendário Maracanã . A FIFA o considerou um dos 20 melhores jogadores do século 20 por sua grande atuação como meio-campista na seleção brasileira onde brilhouGarrincha em 1958 e 1962, onde ganhou o campeonato mundial duas vezes.

Carlos Alberto

O Brasil sempre se caracterizou por trazer para o mercado laterais que tinham uma função mais no ataque do que na defesa. Tratava-se de Carlos Alberto, lateral-direito que foi capitão histórico do Brasil campeão no México 1970. Ele também é lembrado por ter marcado o quarto gol na final contra a Itália daquele campeonato.

Nilton Santos

Para muitos torcedores, Nilton Santos foi o melhor lateral esquerdo da história. Foi uma lenda no Botafogo onde disputou 729 jogos (número recorde) e conquistou inúmeros títulos interestaduais. A Enciclopédia ganhou os campeonatos mundiais na Suécia 1958 e no Chile 1962. Foi neste último que ele protagonizou a famosa ação não criminal contra a Espanha.

Gerson

A equipe de 1970 não poderia ter sido assim sem a aparição de seus dez Gerson. Ele era um armador e tinha uma habilidade única de passar a bola ou chutar. Um fato que marca sua relevância é que foi campeão em todos os clubes onde jogou. Ele fez declarações polêmicas contra Neymar, que o classificaria como substituto se ele tivesse jogado pelo seu time.

Falcão

Falcao não é aquele futebolista que joga no futsal, mas aquele maior ídolo da história do Inter. Foi tricampeão com os gaúchos e por isso foi vendido para a Roma onde também foi idolatrado. O surpreendente foi que em 1970 já era um volante como visto no século 21. Um avanço!

Romário

Se for necessário descrever o Chapulín em uma palavra , pode-se dizer que foi letal. Foi um dos melhores finalizadores da história do futebol e teve papel fundamental em 1994, quando o Brasil conquistou o título mundial. Ele soube se destacar nos três grandes elencos do Rio de Janeiro, Vasco da Gama, Flamengo e Fluminense.

Jairzinho

Jairzinho foi outro dos protagonistas de uma das 5 Copas do Mundo que o Brasil conquistou, seu papel foi de destaque na década de 1970 no México. Ele também substituiu Garrincha no Botafogo e mais tarde ganhou a Copa Libertadores da América com o Cruzeiro em 1976.

 

Nos siga em nossas redes sociais:

Instagram: BR Aesthetics

Facebook: Brazillian Aesthetics

Pinterest: Brazillian Aesthetics Store

Leave a Reply